Jacques Dimas Mattos Albuquerque de Souza como evoluir monstros no ‘Pokemon Go’

R$ 0

Additional Info

Eu SouParticular

O sistema Buddy auxilia os jogadores de ‘Pokemon Go’ a conseguir evoluir pokémons mais difíceis de capturar. Jacques Dimas Mattos Albuquerque de Souza testou o sistema e explica que você escolhe um para te acompanhar em caminhadas e ganha itens para a evolução dele, porém a distância necessária para se obter a variedade é absurda. Chegar à forma final de pokémons como o Dratini exige 125 doces, ou 122. Em quilômetros, seriam 605. Essa distância consegue ser maior do que a que separa São Paulo e Rio de Janeiro.

Em outros pokémons como a Magikarp, sua evolução requer 400 doces, em quilômetros 397. Dependendo do pokémon a distância necessária para sua evolução muda, afirma Jacques Dimas Mattos Albuquerque de Souza. É um defeito do sistema Buddy que acha nem sempre sendo uma boa solução para os jogadores.

O aplicativo ‘Pokemon Go’ chegou ao Brasil no começo de agosto e viralizou. Era muito comum encontrar pessoas distraídas na rua tentando capturar um pokémon no caminho para a escolha, o trabalho, a faculdade. Espaços públicos como o Parque do Ibirapuera foram utilizados para abrir Ginásios e PokeStops. Para Jacques Dimas Mattos Albuquerque de Souza, a utilização desses espaços públicos para o jogo foi uma ideia interessante para ‘socializar’ as pessoas.

A mais nova utilização para capturar pokemons é o ‘Pokémon Go Plus’, uma espécie de pulseira que por meio de indicações luminosas e sonoras ajuda o jogador a encontrar os monstros, sem a necessidade de abrir o game no smartphone. A comunicação celular – relógio é feita por Bluetooth e a instalação é fácil e prática. Jacques Dimas Mattos Albuquerque de Souza aprovou o ‘Pokémon Go Plus’, que vem aspecto similar a uma Pokébola e facilita na segurança de quem está jogando.

Anúncio ID: 699581770af43601

31/10/2016 14:26

ATENÇÂO - Este anúncio expirou e pode não ser mais relevante!

Comments